segunda-feira, 11 de agosto de 2008

O Último Anjo

Isabella Taviani





E se eu quiser gritar
Você ensurdecer
O sol cair no mar
e de frio morrer em pleno verão

Tá tão estranho aqui
Pareço desfocar o que você sorri
Por pura intuição

Se a água não correr
A lua despencar
O horizonte inteiro verticalizar
Inverter a rotação

Me traga a sua mão
Varinha de condão
Reze uma oração
Pai, filho e espírito são

Somos o meio entre o principio e fim
Fomos freio entre o bom e o ruim

Me dê o chão pra pisar
Um coração para amar
Me trate bem
Sou um anjo caído do além

Me trate bem
Todo anjo tem medo também

Ainda que eu falasse a língua dos homens, que eu falasse a língua dos anjos
Sem amor, eu nada seria




Gisa Lima

"pelo poder da verdade, eu, enquanto vivo, conquistei o universo"

Related Posts with Thumbnails

GREENPEACE