sexta-feira, 19 de junho de 2009

Antes de dormir






Não sei se acontece com todos, mas pelo menos comigo tem sido uma constante.

Como deitar-se para dormir pode ser tão angustiante?

Um turbilhão de lembranças e de informações de cada passo, errado ou não, alguns até certos demais, mas que mesmo assim não tiveram um final tão feliz.

Meu Deus, como pode ser assim?

Como se eu tivesse cometido algum crime, onde minha condenação é passar o resto da vida remoendo cada instante, principalmente se tal instante me trouxer extrema dor, quando o meu único crime foi me apaixonar e doar-me demais.

Mas aprendi algo interessante, na vida estamos sempre passando pelas mesmas situações, porém com pessoas diferentes, e de certa forma sempre trilhamos os mesmos caminhos, cometemos os mesmos erros e dificilmente aprendemos e/ou tiramos alguma lição disso tudo e na maioria das vezes nem crescemos com isso, o que nos leva a ter "déjà vu" quase todo instante, se você olhar com bastante atenção, verá que tudo se repete, só não a pessoa, mas as circunstâncias são quase sempre as mesmas.

O que me faz a cada vez que tento dormir, ficar no meio desse turbilhão de lembranças, condenada a conviver com a dor que elas me trazem, como um criminoso que tem que pagar por seus erros.

E o meu erro?

Qual foi mesmo?

Ah tah...

Amar!!!




Gisa Lima

Nenhum comentário:

"pelo poder da verdade, eu, enquanto vivo, conquistei o universo"

Related Posts with Thumbnails

GREENPEACE